• Giovana Quini

Cinco erros ao iniciar um negócio ou uma nova atividade

Ao abrirmos um novo negócio ou iniciarmos uma nova atividade profissional, muito medo e insegurança nos cerca.


Não temos a certeza se dará certo, se o produto ou serviço será aceito do público, se teremos vendas suficientes para pagar as despesas..... Enfim, muitas são as dúvidas, as incertezas que nos cercam.

A primeira má notícia é que ninguém tem a resposta certa, ninguém tem a previsão exata do que vai acontecer. A notícia boa é que podemos sim, planejar. Prever os problemas que podem atrapalhar e nos antecipar, nos preparando para enfrentá-los. 

Vamos abordar aqui, alguns erros, alguns fatores que muitas vezes não são pensados pelo empreendedor ao iniciar um novo negócio ou nova atividade e que podem sim, levar ao insucesso.

Primeiro erro– Não planejar. Durante algumas matérias já tenho falado da importância do planejamento. De escrever qual o caminho será trilhado e se preparar para ele. Já pensou se você começa um negócio, investe toda sua reserva financeira nos equipamentos e produtos necessários e esquece planejar como receber do cliente? O primeiro cliente entra, faz vários serviços ou compram vários produtos e quando vai pagar......... você não providenciou a máquina para receber o cartão de crédito do cliente.

Segundo erro- Não buscar formação profissional. Começar uma atividade ou um novo negócio sem estudar, é um erro muito grave! Em toda e qualquer área. Você aceitaria ser atendido por um cirurgião que nunca frequentou uma faculdade? Deixaria ele te operar? Claro que não, porque então você acha que seu cliente deve ser atendido por você sem que você estude para isso, se prepare para isso?

Terceiro erro– Não ter capital de giro. Todo negócio ao iniciar precisa ter uma reserva financeira para pagar as despesas dos primeiros meses sem depender das vendas. Muitas vezes os clientes irão pagar com cartão de crédito e você só irá ter acesso a esse valor depois de 30 dias ou mais. Imagine você iniciando um negócio sem capital de giro e dois meses depois não poder atender a ninguém porque não tem recurso para pagar a conta da energia elétrica, ou produto para atender ao seu cliente.

Quarto erro– Não ouvir seu cliente. Hoje observamos um público muito mais bem informado e criterioso ao escolher um produto ou serviço. Assim, você precisa ouvir seu cliente, entender o que ele quer, como ele quer aquele produto ou serviço. Sem o cliente, sua empresa ou sua atividade profissional não existem. Seu cliente quer uma roupa azul e você só tem vermelho. O que vai acontecer? Ele vai procurar seu concorrente. Aprenda a ouvir e conhecer seu cliente!

Quinto erro– Não ouvir seu concorrente. Qualquer profissional e qualquer empresa precisam estar também atentos ao concorrente. O que o seu concorrente está oferecendo de bom ou de ruim? Não olhe para seu concorrente apenas como um inimigo que irá tirar o seu cliente. Aprenda a olhar o seu concorrente como uma fonte de informação e aprendizado. O que ele faz de certo, você deve aprender a fazer igual ou melhor. Onde ele erra, é sua oportunidade de se destacar. Tenha ética e olhe para seu concorrente com respeito!


Um beijo,


Gi


(Texto original publicado em 23/02/2019)

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo