• Giovana Quini

Como fazer minha empresa lucrar em 3 passos



O mês de Janeiro acabou e com seu final vem a avaliação de como foi, onde acertamos e onde erramos. Inevitavelmente, os gestores, investidores e profissionais irão olhar para seus resultados financeiros e nem sempre o resultado de janeiro será positivo no mercado da beleza.

Por ser um mês de férias, um mês de pouco movimento no mercado da beleza, já é esperado – ao menos nos grandes centros – uma diminuição no faturamento das empresas desse ramo. Mas você não precisa apenas esperar um resultado negativo e cruzar os braços.

Existem ações que você pode e deve tomar para fazer com que sua empresa lucre todos os meses. Vou te dar aqui os 3 primeiros passos...

Primeiro Passo – Diagnóstico: Isso mesmo, você precisa claramente de um diagnóstico, saber exatamente onde está, como estão realmente suas finanças para poder tomar alguma decisão, alguma atitude. E isso só é possível com planilhas e controles. Eu sei que muitos gestores e profissionais sofrem muito com isso por não gostar, por não ter habilidade ou simplesmente por não começar. Mas ter softwares de gestão ou até mesmo simples planilhas com suas despesas e receitas apontadas e controladas já é um ótimo começo. Com essas planilhas em mãos, é possível ter uma visão clara da sua situação atual, de como está o seu caixa, o fluxo desse caixa, o seu nível de endividamento ou até mesmo, a evolução do faturamento e resultado nos últimos meses.

Ainda dentro desse diagnóstico, você precisa também olhar para o preço que está praticando: não adianta apenas comparar com o concorrente, você precisa analisar qual é o seu custo fixo, quais são suas despesas e qual a sua capacidade produtiva. Já vi muitas empresas e muitos profissionais estarem com o preço muito bem calculado, mas não estarem operando em sua capacidade produtiva, ou seja, estavam vendendo bem menos do que tinham condição e é claro, que não conseguiam assim pagar as contas ao final do mês. Mas para entender isso, você precisa ter no papel todas as suas contas muito bem descritas.

Segundo Passo – Cortes: Não tem como fugir, você vai sim precisar fazer cortes em seu orçamento. Para ter um preço competitivo e isso resultar em lucro em sua empresa, você precisa ter um percentual baixo de despesas em relação ao seu preço. Como já planilhou tudo no passo anterior, fica mais fácil agora olhar para esses custos e despesas e analisar quais são os cortes necessários. Só tome cuidado para não fazer cortes que te trarão resultados negativos. Seja estratégico.

Por exemplo: você precisa realizar um bom atendimento, receber bem seu cliente e proporcionar a ele um ambiente confortável e agradável durante o período em que ele está sendo atendido. Cortar o café que oferece a esse cliente ou diminuir sua qualidade é um corte que te trará um enorme prejuízo.

Terceiro Passo – Gestão de Pessoas: muitos gestores me perguntam que relação a gestão de pessoas tem com o lucro e eu afirmo que uma relação essencial e dela depende sim, o seu faturamento e o seu lucro. Se a produtividade de sua equipe for alta, eles irão vender mais, atender mais, ganhar mais e com certeza, sua empresa também irá lucrar mais. Só com o crescimento dos seus profissionais é que você vai crescer!

Quando o gestor, investidor e profissional entenderem isso – que só terão o devido crescimento se realmente forem parceiros – todos ganham e todos irão verdadeiramente crescer. Por isso, cuide da gestão da sua equipe: converse com seus profissionais, se aproxime deles, ouça-os, motive-os, mostre que é possível e os ajude a crescer.


Profa. Ms. Giovana Quini

Consultora, Coach e Palestrante.

Especialista e Apaixonada pelo mundo da beleza

Professora Universitária na área de Gestão Empresarial

www.giovanaquini.com.br

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo