• Giovana Quini

Crise na área da beleza - Lenda ou realidade?

Ontem eu tive a alegria de receber o convite para ser a mais nova colunista do jornal "Guarulhos em Destaque".





Minha primeira publicação já foi ontem mesmo....

Confira:



http://guarulhosemdestaque.com.br/2019/01/30/crise-na-area-da-beleza-lenda-ou-realidade/



Crise na área da beleza – Lenda ou Realidade?

Ouvi uma frase hoje que me intrigou:

“Existe uma LENDA que não há crise na área da beleza!”


Será que é verdade? Vamos aos fatos:


1. O brasileiro é o terceiro país mais vaidoso do mundo, ficando apenas atrás dos Estados Unidos e da China.

2. Números da ABIHPEC – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos teve em 2018, um crescimento de 2,77% em relação à 2017

3. A Beauty Fair – maior feira da área da beleza, realizada em setembro de 2018 em São Paulo, apresentou um aumento de 60% nas vendas em relação ao ano anterior.

4. Segundo dados da Euromonitor Internacional, nos últimos cinco anos, houve um aumento de 30% nas vendas de cosméticos direcionados aos homens.

5. Segundo o IBGE, o setor da beleza está entre os 10 principais segmentos do varejo e não apenas impulsionados pelo público feminino, observamos hoje um aumento considerável do público masculino também.


Entre tantos outros dados estatísticos, esses já nos mostram a realidade desse mercado no Brasil. Basta olharmos para os salões de beleza, esmalterias, clínicas de estética e barbearias que estão sempre com movimento de clientes e apresentando um crescimento visível.

O Brasil passou nos últimos anos por mais um momento turbulento em sua economia e claro que isso também refletiu nesse setor. Mas observamos uma leve diminuição no ticket médio de cada cliente. Ou seja, o cliente passou a gastar um pouco menos, mas não deixou de ir em busca de uma aparência mais bem cuidada.

Em contrapartida, o público masculino, nesse mesmo período apresentou um comportamento inverso, investindo mais nos cuidados com seu cabelo, sua barba e até seu corpo. A procura do público masculino por tratamentos capilares e estéticos aumentou muito nos últimos anos, revelando um aumento de 30% nas vendas de cosméticos.

Podemos observar que, mesmo com o aumento considerável do público masculino, o mercado da beleza ainda é movido pelo público feminino. Isso explica o constante crescimento do mercado, mesmo em meio à crise.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Gallup, mostra que 61% dos brasileiros relacionam aparência física com sucesso. Podemos observar também, que a mulher está crescendo no mercado de trabalho. Sabendo da importância da aparência e da valorização que o brasileiro dá a isso, a mulher para se manter bem no mercado de trabalho, investe nos cuidados com sua aparência.


Vemos também que as mulheres no mundo corporativo ganham 30% menos que os homens, e que em muitas famílias houve ao longo dos anos uma inversão, levando os homens para dentro dos lares e as mulheres ao mercado de trabalho. Mais um motivo para que as mulheres cuidem muito de sua aparência para se manterem reconhecidas no mercado já tão competitivo.


Nesse cenário, o empresário do ramo que cuidou da fidelização de seus clientes, acompanhou as novidades do mercado, investiu em parcerias e ações pontuais de marketing e valorizou a relação com seus profissionais, manteve-se e até atingiu um crescimento em seu faturamento, com a conquista de novos clientes.


Assim, podemos dizer que não é lenda, o mercado da beleza é um dos que menos sentiu a crise e projeta ainda um crescimento maior para o ano de 2019.

Prepare-se!


Um beijo,


Gi


(Texto original publicado em 31/01/2019 e no Jornal Guarulhos em Destaque em 30/01/2019

http://guarulhosemdestaque.com.br/2019/01/30/crise-na-area-da-beleza-lenda-ou-realidade/)

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo