• Giovana Quini

Inteligência Emocional para Empreendedores

Nessa semana, em minhas redes sociais vou abordar um tema muito importante para as empreendoras que realmente buscam o sucesso - Inteligência Emocional.

Esse sem dúvida nenhuma, é um grande desafio. Não apenas entender o que é mas também desenvolver.

Primeiro então vamos definir o que é Inteligência Emocional -

Na minha formação de Coach e em PNL (Programação NeuroLinguística), estudei sobre Inteligência Emocional. Mas confesso que é um assunto que amo e sempre estou buscando mais conhecimento.

Para elaborar esse artigo que você está lendo agora, novamente fui revisitar alguns autores para novamente refletir sobre os conceitos e principalmente, sobre a minha experiência pessoal.

De maneira bem simples, muito se fala que Inteligência Emocional é controlar as emoções. Mas, quanto estudamos a fundo o assunto, observamos que é muito mais que isso.

Me chamou a atenção um vídeo muito interessante do Pedro Calabrez onde ele diz que é impossível controlar nossas emoções - não de forma direta.

Você pode controlar alguns comportamentos e esses comportamentos irão afetar a forma como nos sentimos.

Ele usa o exemplo da meditação - uma técnica onde você irá controlar a sua respiração e isso irá indiretamente provocar uma alteração emocional.

Então, Inteligência Emocional é primeiro de tudo, a capacidade que desenvolvemos de primeiramente entender os nossos processos emocionais. Nós somos pessoas diferentes e precisamos entender nossos processos, o que nos levam à certas emoções.

Por exemplo: algumas pessoas são mais introvertidas e outras mais extrovertidas e essas são características de nossa personalidade e dificilmente irá mudar.

E porque se fala tanto nos últimos anos sobre Inteligência Emocional?

Ela se tornou uma habilidade essencial para qualquer profissional, seja um funcionário dentro de uma empresa, seja um empreendedor. Para que alguém seja bem sucedido, é importante estudar, se dedicar, ter esforço e disciplina.

Hoje porém, além de tudo isso, para que alguém seja bem sucedido, precisa também desenvolver Inteligência Emocional.

Saber agir em momentos difíceis, delicados e melhorar seus relacionamentos interpessoais são habilidades a ser aprendidas e desenvolvidas dia a dia

Mas, por onde começar?

Como já falamos aqui, primeiro precisamos conhecer nossas próprias emoções. Observar e analisar nosso próprio comportamento.

Para isso quero te dar uma dica: Escrita Terapêutica. Lembra dos diários que nos acompanhavam durante a adolescência? Pois é esse o princípio. Escrever sobre o que aconteceu durante o nosso dia. Mas, nesse exercício, nosso foco é descrever como nos sentimos e o que nos levou a isso.

Por exemplo: você ficou irritada logo cedo porque um profissional chegou atrasado. O que realmente te deixou irritada? Ele chegar fora do horário, a falta de respeito, o fato de um cliente ficar esperando, ele não ter avisado? E qual foi sua reação?

Ao escrever sobre isso, você consegue analisar melhor, de maneira mais fria as suas reações. E, em uma próxima vez poderá ter outro comportamento.

Quer saber mais? Corre lá nas minhas redes sociais que ensinei várias dicas...


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo