• Giovana Quini

Vale a pena abrir um Salão de Beleza hoje?


Sempre me fizeram essa pergunta e nos últimos 10 anos sempre respondi olhando para o desenvolvimento do mercado e o cenário econômico do nosso país.

Hoje tudo mudou!

E não é apenas a economia do país que interfere na decisão. Com tudo o que o mundo passou desde o primeiro caso do Covid-19, identificado em dezembro de 2019, muita coisa se transformou.

Hoje, conseguimos observar que o mercado da beleza ainda cresce! Sim, as pesquisas nos mostram que o ser humano continua se cuidando e até mais depois de toda essa catástrofe.

As pessoas passaram a olhar mais para si mesmas, a valorizar pequenos momentos e cuidados pessoais que antes eram deixados para trás.

Vimos também, que pela restrição imposta pela quarentena, o consumidor passou a se cuidar mais em casa. Vários profissionais do mercado da beleza passaram a ensinar truques simples para que o consumidor aprendesse a lavar melhor seu cabelo, hidratar e até cuidados básicos com unhas e corpo.

Há alguns anos, com a explosão da internet, já observávamos profissionais ensinando técnicas através das redes sociais para conquistar seu público. Porém, as restrições impostas pela quarentena, anteciparam uma evolução tecnológica que era esperada para os próximos 10 anos.

Porém, vemos agora que a quarentena está acabando. A flexibilização da quarentena, permite que o comércio e os prestadores de serviço, passem a receber seu público.

E isso é claro, que inclui o salão de beleza, a barbearia, a esmalteria e as clínicas estéticas. Então, é um novo momento de questionamento, estudo e investimento.

E aí, vem a pergunta: Vale a pena abrir um salão de beleza hoje?

Para essa análise, eu te convido a refletir e responder a algumas perguntas:

1. Qual seu nível de comprometimento com o seu negócio? Estou cansada de ver pessoas investirem na abertura de um salão de beleza, acreditando que irão apenas usar dos serviços e retirar o dinheiro do caixa no final do dia. Por ser um mercado em constante crescimento, muitos salões realmente eram assim – quase que funcionavam sozinhos e o proprietário apenas retirava o lucro. Pois hoje isso acabou! O proprietário tem que estar comprometido e totalmente envolvido com o planejamento, com a gestão do seu negócio. Salão de Beleza é uma empresa e precisa ser gerido como tal!

2. O quanto você está disposto a fazer os profissionais crescerem junto com você? Todos que entram nesse mercado, sabem o quanto a vaidade pessoal é presente. Cada profissional quer ser mais estrela e mais especial que outro. Eu vejo isso – em certo nível – como um comportamento saudável, pois pode levar ao crescimento. Se um proprietário de salão estiver disposto, ele pode – e deve – contribuir e guiar o crescimento de seus profissionais. Mas esteja ciente que as estrelas do seu salão serão os profissionais. Frente ao público, você será um coadjuvante.

3. Você sabe ouvir? O comportamento do consumidor mudou e precisamos nos adequar a esse novo perfil. Todo o processo que passamos, tornou o ser humano muito mais sensível e emotivo e precisamos estar dispostos a dar ainda mais atenção e ouvir mais nosso cliente. E esse também é o papel do proprietário e gestor do salão.


Vale a pena abrir um salão hoje? Financeiramente sim, vale e sempre valeu a pena, pois estamos em um mercado em constante crescimento e desenvolvimento. Bem administrado, um salão de beleza tem um dos menores Payback de investimento (Payback é o tempo de retorno do capital investido).

Mas acredito muito que antes de começar a procurar o ponto e investir em móveis, você precisa fazer a análise acima.


Se tiver dúvidas, me procure. Estou no mercado há mais de 10 ano e já ajudei muita gente a abrir, administrar e crescer nesse mercado.



Profa. Ms. Giovana Quini

Mentora, Coach e Palestrante.

Especialista e Apaixonada pelo mundo da beleza

Professora Universitária na área de Administração de Empresas

www.giovanaquini.com.br


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo